SOLICITADOR
Solicitador, em Portugal, é um profissional liberal, licenciado em Solicitadoria ou em Direito, que exerce o mandato judicial e presta consulta jurídica. Ao Solicitador compete representar, aconselhar e acompanhar os cidadãos e as empresas, junto dos órgãos da administração pública, dos tribunais, ou quaisquer outras entidades ou instituições públicas ou privadas, com vista à defesa dos direitos que lhe forem confiados. O Solicitador, enquanto representante do cidadão e das empresas, é um procurador por excelência. Os Solicitadores estão sujeitos a inscrição obrigatória na sua ordem profissional, a Câmara dos Solicitadores. O Solicitador advoga nas causas judiciais não sujeitas a recurso (cobrança de dívidas, ações de responsabilidade civil, notificação de preferência, direitos sociais,
fixação judicial do prazo, injunções, processos executivos) e representa as partes nas ações suscetíveis de recurso. Os Solicitadores estão sujeitos a segredo profissional, não sendo permitida a apreensão de documentos abrangidos pelo segredo profissional, salvo se eles mesmos constituírem objeto ou elemento de um crime. A busca e a apreensão em escritório de Solicitador, ou em qualquer outro local onde faça arquivo, é, sob pena de nulidade, presidida por um Juiz e um representante da Câmara dos Solicitadores. Só pode usar título de Solicitador quem como tal estiver inscrito na Câmara dos Solicitadores - a Associação Pública depositária dos poderes do Estado que congrega todos os Solicitadores, prova que é feita pela respetiva cédula profissional.